Final do Hackathon Pig Data 2019 premia três equipes com R$ 5 mil

Final do Hackathon Pig Data 2019 premia três equipes com R$ 5 mil

Entre projetos com robótica, inteligência artificial e sistema de conversação com clientes da Prati Donaduzzi, o Hackathon Pig Data 2019 foi encerrado e premiou três equipes com o valor total de R$ 5 mil, durante encontro semanal do Iguassu Valley Toledo, nesta sexta-feira (18), na ACIT.

Quatro equipes pré-selecionadas na última semana, durante evento no Biopark, tiveram a oportunidade de expor suas ideias para resolução de um problema proposto pela indústria farmacêutica. O pedido, realizado no primeiro dia do Pig Data, foi “Soluções de melhoria do mapeamento, relacionamento e atendimento de oito produtos OTCs (livres de prescrição) do portfólio da indústria”.

As propostas foram avaliadas pela banca avaliadora, composta por integrantes da Acit, Iguassu-IT e Iguassu Valley, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Grupo RPC e Prati Donaduzzi.

O Hackathon (maratona de programação) foi encerrado com a premiação das equipes Dona, em terceiro lugar (R$ 1 mil), LMA, em segundo lugar (R$ 1.500,00) e em primeiro lugar, a equipe Angh Tech, que faturou R$ 2.500,00, com a iniciativa de inteligência artificial, aliada à interação online com os clientes da indústria farmacêutica.

O grupo Angh Tech apresentou a solução intitulada como ‘Dona Patti’, que faz menção à Prati. Na plataforma de conversação, os consumidores podem enviar mensagens de áudio retratando um problema, como por exemplo, quando sentem dor de cabeça. Com a informação, a ‘Dona Patti’ indica um medicamento OTC da indústria farmacêutica, facilitando a procura e ida do cliente a uma farmácia.

Débora Rodrigues, estudante de Engenharia Eletrônica, na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), em Toledo, que compõe o grupo, com mais quatro integrantes, explica que foram cerca de 10 dias em torno do projeto. “O resultado foi satisfatório e ficamos muito felizes. Nossa ideia foi buscar algo que tranquilizasse o cliente, com praticidade e agilidade, podendo ser resolvido em poucos minutos e em suas mãos, dentro de uma plataforma eletrônica de conversação com um assistente virtual. Entregamos o projeto mais completo possível, mostrando sua aplicabilidade e como a empresa pode simplificar a vida de seus clientes finais”, comenta.

Para o presidente do Iguassu IT e coordenador do Iguassu Valley Toledo, Márcio Pinheiro, o Pig Data 2019, evento de tecnologia e inovação, encerrou-se com chave de ouro. “A avaliação é extremamente positiva. No início do Pig Data, na última semana, cinco equipes encararam o desafio, que era muito complexo e, quatro destas se classificaram, tendo alguns dias para deixar o projeto redondo para a apresentação final. Isso mostra que nossa região tem  potencial para encontrar soluções de problemas internos dentro das organizações, como foi o caso da Prati Donaduzzi, que dividiu conosco uma de suas problemáticas”, conta.

Ele comenta que a iniciativa do Pig Data foi difundir o conceito de Hackathon e abrir para a participação de outras empresas. “Chamamos de inovação aberta quando uma empresa expõe um problema à comunidade, buscando a resolução. Com certeza para o próximo ano vamos em busca de novos parceiros para agregar ao nosso evento, que já é reconhecido como um dos maiores do setor na região oeste do estado”, ressalta Márcio.

Segundo o vice-presidente da Acit, Claudenir Machado, que compôs a banca avaliadora, a Associação Comercial não poderia ficar de fora da iniciativa com foco em inovação, assunto em pauta em todo o mundo. “Em sua segunda edição o Pig Data 2019 foi mais uma vez um sucesso e o Hackathon foi fundamental para o ecossistema. Vimos soluções inovadoras e muito interessantes. Todas as equipes conseguiram capturar a essência do desafio e mostraram grande capacidade em aplicar as propostas na problemática da empresa e também em outras demandas.”

O gerente regional do Sebrae Oeste, Augusto Stein, comenta que o evento foi fundamental para fortalecer o ecossistema de inovação na região oeste. “O Pig Data e, em especial o Hackathon, vieram para expandir a cultura da inovação. As pessoas precisam acreditar em iniciativas como essa e se doar, como foi o caso dos participantes que se propuseram a trazer ideias para uma ancora e empresa muito forte, como é a Prati Donaduzzi. Com certeza foi muito válido e esperamos que mais eventos como este sejam realizados na região”, conclui.

A partir de agora, as sugestões apresentadas serão verificadas pela indústria Prati Donaduzzi, que avaliará a possibilidade de implantação.

Realização

O Pig Data – Convenção do Ecossistema de Inovação é organizado pela Iguassu-IT, tem como patrocinadores: Woop Sicredi, Biopark, Prati-Donaduzzi, Fomento Paraná, Appétit Delivery e Oesteline, e os parceiros Agência Tângelo, GH Filmes, Sebrae, E.tech Brasil, Iguassu Valley Toledo, além do apoio da ACIT e as instituições de ensino, Universidade Paranaense (Unipar), Centro Universitário FAG, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Centro Estadual de Educação Profissional Pedro Boaretto Neto (CEEP), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai e Sesi), Myse Sistemas, Orion Software, Maxicon Sistemas, Tecnoaliance Software, Junsoft Sistemas, Inside Sistemas, Tecsmart Sistemas.

GALERIA DE IMAGENS

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.