FEMAI:novas tecnologias marcam quarta edição

FEMAI:novas tecnologias marcam quarta edição

Na última sexta-feira (25) aconteceu o encerramento das atividades da 4ª Feira de Máquinas, Automação e Indústria – FEMAI, no Centro de ventos Ismael Sperafico. A Feira atraiu visitantes de variadas regiões do Paraná, de outros Estados e até de outros países, como Paraguai e China.

A Femai, realizada a cada dois anos, tem o intuito de apresentar os segmentos industrial, em máquinas, automação e serviços, os potenciais inovadores e o que já circula no mercado para estes setores. Sendo uma das poucas feiras deste gênero em todo o estado, proporciona aos empresários expositores maior visibilidade e oportunidades de negócios.

Dentre os visitantes da Femai estavam empresários, lideranças, profissionais, representantes de entidades e instituições, estudantes e outros interessados. O jovem André de Oliveira, paranaense que atualmente reside na Irlanda, estava de passagem em Cascavel, soube da Feira e veio conhecer. “É sempre válido conhecer tecnologias diferentes preparadas para resolver os problemas enfrentados no país e ainda saber o que está acontecendo na minha região de origem. O que mais me chamou a atenção foram as empresas de automação que envolvem software porque essa é minha área.”

Os alunos dos cursos de eletrônica e eletromecânica, profissionalizante e técnico, do Centro Estadual de Educação Profissional Pedro Boaretto Neto, de Cascavel, também vieram conferir novidades do setor e ter maior contato com projetos que são englobados durante a formação. A professora Helena Veloso, do curso profissionalizante, ressaltou a importância para os alunos em ter contato com a área em que pretendem atuar. “Esta é uma oportunidade excelente para que eles conheçam novas tecnologias e criações desenvolvidas pelas empresas regionais, além de poderem se identificar ainda mais com cada área. Cada um possui um perfil e colocá-los em contato com esse ambiente pode motivá-los a despertar um interesse ainda maior pela carreira”, enfatiza Helena.”

Inovações

As novidades que mais chamaram atenção na Femai ficaram por conta da miniusina de reciclagem de vidro, o triturador de carcaças, os painéis solares e o poste de luz movido à energia solar. Pela característica sustentável, as inovações atraíram não só os visitantes, mas empresários que até já fecharam negócios e iniciaram conversas para possíveis parcerias.

O consultor e mediador Cristian Chi, chinês radicado no Brasil representante de empresas chinesas, teve interesse em visitar a Femai para conhecer soluções sustentáveis presentes na exposição. “Tudo que é voltado para reciclagem e que preserve o bom funcionamento e a convivência entre o planeta e os homens, aliando máquinas e tecnologias, são extremamente visadas e há grandes possibilidades de fechar parcerias”, explica.

O prefeito de Toledo, Luis Adalberto Beto Lunitti Pagnussatt elogiou a potencialidade da Feira e lembrou que é essencial a interação da tecnologia com a preocupação em relação ao meio ambiente. Ao conhecer o triturador de carcaças de animais (para bovinos, suínos e aves), entendeu que é um projeto muito conveniente para o município, até pela quantidade de produtores que podem se beneficiar ao poder dar uma solução para o destino final das carcaças. “É totalmente inovador, uma interessante solução e de baixo custo pelo que vimos, principalmente para as propriedades suinícolas. A administração municipal estudará uma forma de disponibilizar o uso do equipamento aos produtores, por meio de um programa de incentivo. Temos buscado soluções para esse problemática da destinação final de carcaças, tendo em vista a questão ambiental, diante do elevado volume de produção no município”, explicou.
Para o empresário da Tolevidro Reciclagem, que desenvolveu os projetos do triturador de carcaças e a miniusina de reciclagem de vidro,

Elton Baumgarter, a Feira foi valiosa e rendeu negócios fechados e novos contatos. “Tenho negócios fechados, mas nem sempre acontece na hora. Porém, poder apresentar o produto e gerar curiosidade pela inovação, com certeza garantirá parcerias mais tarde. O alvo principal dos projetos é encontrar um destino correto para esses elementos e uma maneira de aproveitar esses recursos, pois são escassos. A Femai com certeza contribuiu”, afirma Elton.

Inovatec

A Feira de Negócios em Inovação e Tecnologia entre Empresas, Centros de Pesquisas e Universidades – Inovatec, que aconteceu junto à Femai, com o objetivo de proporcionar a interação universidade-empresa, a fim de identificar ofertas e demandas tecnológicas para os setores produtivos da região Oeste, também conseguiu repercussão e prevê parcerias.

Para o professor Camilo Freddy Mendoza Morejon, coordenador geral do Núcleo de Inovações Tecnológicas da Unioeste, a Feira superou as expectativas. “Estamos satisfeitos com os contatos que fizemos, já estabelecemos esclarecimentos para convênio e transferência de tecnologia e está encaminhada uma futura parceria com empresários de outros estados. Temos o capital intelectual e os empresários têm infraestutrura, ambos se complementam e concretizam a inovação.”

Uma das interessadas na parceria com a Universidade é uma indústria de Cuiabá, que trabalha com processamento de produtos como guaraná e açaí. “Eles precisam otimizar processos e inovar. Percebemos pontos em comum e vamos partir para a formalização, nos moldes do relacionamento universidade empresa”, conta.

Avaliação

O coordenador de Feiras da Associação Comercial de Toledo (Acit), Gilberto Menoncin, afirma que a Femai atingiu os objetivos de levar ao conhecimento os produtos e lançamentos do setor e assim mostrar que há grandes potenciais na região. “Ao vivenciar essa feira percebemos o quanto podemos avançar e encontrar no nosso meio, empresários de visão que se importam em oferecer ao público novidades sustentáveis, e mesmo as que não se aliam necessariamente ao meio ambiente, mas se preocupam em oferecer o melhor para o consumidor final ou prestar serviços variados a cada setor com compromisso e qualidade.”

Segundo o presidente da Acit, Danilo Gass, a Feira foi realizada com sucesso e acredita que ainda vai gerar mais frutos para os expositores e a sociedade que poderá aproveitar as novas tecnologias disponibilizadas pelos empresários. “Quero enfatizar que a Femai não aconteceria sem o engajamento dos expositores que se comprometeram em trazer o melhor e ofertar ao público o conhecimento e produtos disponíveis para tornar o trabalho mais eficaz e sério. Esperamos que a região seja beneficiada e assim vamos trabalhar para fortalecer ainda mais o evento nas próximas edições”, comentou. Danilo destaca também a importância das parcerias para a realização do evento. "Os expositores são os atores principais, contudo, não podemos deixar de reconhecer a importância dos parceiros, fundamentais para realizarmos o evento."

A Feira

A 4ª FEMAI é uma realização é da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (ACIT), com apoio da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Sicoob Oeste, Pontifícia Universidade Católica (PUCPR), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Sindicato das Indústrias do Vestuário do Oeste do Paraná (Sindiwest), Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânica, Material Elétrico do Oeste do Paraná (Sindimetal), Prefeitura e Câmara Municipal de Toledo.

 

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.