Acit planeja campanha de coleta de lixo eletrônico

Acit planeja campanha de coleta de lixo eletrônico

A Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit), por meio da Diretoria de Responsabilidade Social e Ambiental, em parceria com o Sescap-PR, pretende desenvolver campanha de recolhimento de lixo eletrônico.

O assunto foi discutido em reunião realizada na Acit, na quinta-feira (17), com a participação do secretário municipal do Meio Ambiente, Leoclides Bisognin, da chefe do instituto Ambiental do Paraná (IAP), Maria Glória Pozzobon e do presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente, Robert (Bob) Gordon Hickson. "A finalidade foi receber informações, esclarecer dúvidas e solicitar o apoio dos órgãos públicos para a realização da campanha", explica o diretor de Responsabilidade Social e Ambiental, Jefferson Paulo Martins.

Segundo o diretor, essa campanha surgiu de uma demanda das empresas que possuem produtos eletrônicos, computadores, monitores e outros similares, armazenados em grande quantidade. "O lixo eletrônico é produzido diariamente e gera problemas. Por exemplo, uma pequena empresa do bairro não sabe onde levar esse material, que acaba acumulando muitas vezes em espaços inadequados. Por isso, o objetivo da ação é que possam levá-lo para dar o destino correto", explica.

A campanha ainda está em formatação. Segundo o diretor, será necessário estudar os pontos de recebimento, que devem estar aptos para o recolhimento. Além disso, será preciso levantar as empresas que tenham interesse em recolher os resíduos. "A nossa preocupação é o destino desse material, porque não é só recolher e entregar em uma empresa, tem que destinar corretamente. Então vamos trabalhar para definir as empresas, que estejam aptas, com licenciamento ambiental e funcionando dentro das normas", detalha.

Problemática dos resíduos

A geração de resíduos é uma problemática no dia a dia nos dias atuais. Cada vez torna-se mais difícil e mais exigente a destinação de determinados tipos de resíduos. "Tempos atrás não havia essa preocupação, contudo, hoje já não é mais possível encaminhar para o aterro sanitário lâmpadas fluorescentes, teclado de computador ou monitor antigo. Parte desse material tem que ser destinado ao aterro industrial e isso tem custo", pontua a chefe do Instituto Ambiental do Paraná, Maria Glória Genari Pozzobon.

A chefe do IAP, assim como os demais representantes dos órgãos ambientais, elogiaram a iniciativa e se prontificaram a apoiar. "Todas as iniciativas para auxiliar a comunidade na solução dos seus problemas são sempre bem-vindos. Parabenizo a Acit, que chamou a Prefeitura, o Conselho do Meio Ambiente e o IAP para discutir o assunto, no sentido de obter informações necessárias para que a campanha seja bem planejada e atenda todas as normas, não só ambientais, mas também de segurança, para que de fato atinja o objetivo proposto", conclui.

A campanha, que provavelmente acontecerá em setembro, atenderá não somente as empresas, mas beneficiará a população em geral que tenha este tipo de material para descartar.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.