Encontro fomenta negócios entre empresários e órgãos públicos

Encontro fomenta negócios entre empresários e órgãos públicos

Com a participação de mais de 60 empresários, e representantes de seis instituições e órgãos governamentais e foi realizado o 2ª Encontro de Negócios, do Programa Compra Toledo, na noite de quarta-feira (26), no auditório do Senac.

A iniciativa, promovida pelo Escritório de Compra Toledo (ECT), teve a finalidade de aproximar empresas e instituições que fazem compras públicas. Os empresários puderam conhecer o que as instituições compram, volume, periodicidade e como participar dos processos licitatórios e de compras públicas.

O evento contou com a participação do vice-presidente da Acit, Danilo Gass, do secretário municipal interino de Desenvolvimento Econômico, José Augusto de Souza, do consultor regional Oeste do Sebrae, Adir Mattioni, da representante do Senac, Eliana de Almeida, entre outros representantes das entidades parceiras.

O formato do encontro de negócios foi diferenciado em relação à primeira edição, em dezembro do ano passado. Inicialmente as instituições apresentaram informações referentes a compra de produtos e serviços, volume, periodicidade, dificuldades encontradas, entre outros detalhes. Em seguida, houve um momento de interação, em que empresários puderam conversar individualmente com os representantes de cada instituição.

"Este formato diferenciado e mais enxuto possibilitou a aproximação de forma mais profissional entre compradores e fornecedores. Acreditamos que ficou um ambiente bastante propício, de colocar frente a frente tantos clientes com potencial de compra junto com empresários que querem ampliar os negócios", salienta o representante do Sebrae.

Desde que o programa Compra Toledo foi implementado, há cerca de um ano, já é possível notar sensível melhora nos indicadores de compras públicas e governamentais. "Estatísticas mostram que somente 20% do poder de compra é adquirido de micro e pequenas empresas e temos condições de dobrar este valor. O potencial é enorme e apostamos nesta mudança de cultura, pois os empresários já visualizam que o setor público é um nicho de mercado à disposição", ressalta Adir.

Potencial a ser explorado

O secretário municipal José Augusto destacou a importância do Programa Compra Toledo e a iniciativa das entidades parceiras na sua realização. Informou que o potencial do município para aquisição de produtos e serviços é de aproximadamente R$ 90 milhões neste ano. "É um momento ímpar, para aproximar compradores e vendedores. Nosso objetivo enquanto administração é comprar o quanto mais possível de empresas de Toledo. Para isso, serão preparados editais exclusivos para aquisição de micro e pequenas empresas, que representam cerca de 98% das empresas da cidade", comenta.

O vice-presidente da Acit, Danilo Gass, também destacou que é fundamental criar um ambiente mais favorável ao desenvolvimento das micro e pequenas empresas, que segundo ele, no país representam cerca de 99% dos estabelecimentos, são responsáveis por quase 60% de toda a empregabilidade e apenas 20% do produto Interno Bruto (PIB).

Salientou ainda que o quadro de associados da Acit é formado por mais de 90% de micro e pequenas empresas e a meta é a fomentar o crescimento. "O potencial para compras públicas é muito significativo e temos que trabalhar para que este dinheiro fique na cidade. A entidade tem o cuidado de fomentar os pequenos negócios e o Escritório de Compra já está trabalhando e informando os empresários sobre os editais, orientando para que participem e efetivamente vendam mais", enfatiza.

Conforme dados apresentados no Encontro de Negócios, alguns avanços já podem ser notados em Toledo, de acordo com pesquisa com o maior comprador do município, que é a Prefeitura. Em 2010, micro e pequenas empresas do município participavam com 3,86% das compras. Em 2011, esta participação nas compras passou para 4,68%, em 2012, para 5,45%, e em 2013, subiu a 9,54%. Em 2014, até outubro, a participação nas licitações aumentou para 13,47%. Este número parece pequeno, mas é muito significativo e com tendência de crescimento, demonstrando que as empresas de Toledo estão efetivamente participando mais. "Há grande espaço a conquistar nesta fatia de mercado, o cliente que quer comprar, os empresários precisam fazer de tudo para vender", ressalta a consultora do Sebrae Maria de Fátima Galdino.

Escritório de Compra

O objetivo do Escritório de Compra Toledo (ECT) é fazer a integração entre as instituições públicas que demandam de produtos e serviços para suas atividades e os empresários que podem ser fornecedores.

Em três meses de atuação, o ECT selecionou e enviou mais de três mil editais de compras públicas às empresas. Destes, 100 empresas compareceram, 71 participaram e 59 ganharam algum dos processos licitatórios. Dos que compareceram, 83% conseguiram fechar um contrato, o que é muito representativo. "Se mais empresas participarem, com certeza, as chances de terem sucesso será bem maior", informa o consultor do IDR-Oeste Otmar Plec.

O ECT tem ponto de atendimento na Acit. Envolve as parcerias entre o Sebrae, Prefeitura Municipal de Toledo e Associação Comercial e Empresarial. Conta ainda com o apoio do Instituto de Desenvolvimento Regional do Oeste do Paraná – IDR Oeste e do Sicoob Oeste.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.