Campanha arrecada cerca de 30 toneladas de lixo eletrônico

Campanha arrecada cerca de 30 toneladas de lixo eletrônico

 

Aproximadamente 25 toneladas de lixo eletrônico, a maioria, televisores, impressoras, gabinetes e monitores de computador, foram recolhidos no sábado (1), durante a campanha realizada pela Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) e Sescap-PR, em parceria com órgãos públicos e outros parceiros.

Foram instalados cinco pontos de coleta nos bairros e durante o dia todo houve grande movimentação. Muitas empresas tinham "estocados" dezenas destes materiais, além dos cidadãos comuns, que igualmente guardavam aparelhos em desuso em suas casas, e aproveitaram para "desocupar" espaços.

O volume coletado chegou próximo a 30 toneladas na segunda-feira (3), já que dezenas de empresas entregariam diretamente na empresa responsável pelo recebimento, explica o diretor de Responsabilidade Social e Ambiental da Acit, Jefferson Paulo Martins. "A campanha teve grande repercussão e adesão da comunidade. É uma forma de solucionar um problema, para as pessoas comuns e, principalmente, para pequenas empresas que não sabem o que fazer com este material, gerado praticamente todos os dias", destaca o diretor.

A iniciativa mobilizou voluntários das entidades parceiras e acadêmicos. "Contamos com um importante apoio das entidades, que se envolveram neste trabalho. E agradecemos o empenho do secretário municipal Bisognin, da Maria Glória, chefe do IAP, do promotor Giovani, e a todos os que colaboraram conosco", enfatiza o diretor.

Por meio de um aplicativo Android desenvolvido pelo curso de Sistemas de Informação, da Fasul, os acadêmicos trabalharam no controle dos materiais recebidos, facilitando o balanço geral da coleta.

O diretor do Sescap-PR, Leandro Ramos, ressalta que o volume de materiais coletados superou a estimativa e que o objetivo foi alcançado. "Alcançamos os objetivos, tanto no aspecto da coleta como na conscientização da população. Grande número de pessoas disseram que tinham intenção de fazer o descarte de forma correta, mas não sabiam como e que gostariam que a campanha fosse feita mais vezes", comenta.

Importância

O pequeno empresário do setor de serviços de eletrônica, Johnny Herzog, levou aparelhos de TV que os clientes deixaram na empresa. Somente na primeira viagem, foram 10 destes televisores. "Os clientes estão abandonando, não vêm mais buscar e não sabemos o que fazer. Tenho aparelhos de TV que foram deixados há anos. É muito bom ter campanhas como esta, porque tem gente jogando nas ruas e isso não pode acontecer", afirma.

Rubens Novick também levou grande quantidade de materiais para serem descartados e elogiou a iniciativa da campanha. "Esses materiais apresentam grandes riscos ao meio ambiente e à saúde. E iniciativa tem uma importância extraordinária, para evitar problemas mais sérios, e o correto é recolher e direcionar para quem (empresa) que tem capacidade de manusear e enviar para reciclagem", opina.

As pessoas e empresas que não puderam entregar os materiais durante a campanha poderão encaminhar diretamente para a Reciclados Chaves, empresa licenciada para receber e destinar corretamente materiais recicláveis.

A campanha de coleta do E-lixo contou com a parceria da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Conselho Municipal do Meio Ambiente, Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Ministério Público, Núcleo Setorial de Tecnologia da Informação (TI), UTFPR, Unioeste, PUCPR, Fasul e Reciclados Chaves.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.