Transformação digital é exigência para manutenção do varejo

Transformação digital é exigência para manutenção do varejo

Os negócios que não se adaptarem ou incorporarem a tecnologia, que não se relacionarem com seus clientes, fornecedores e toda a cadeia produtiva por meio digital, terão muitas dificuldades e possivelmente muitos ficarão no meio do caminho.

Esse foi o alerta que o consultor Osvaldo César Brotto, fez durante a palestra sobre o tema “A transformação digital no varejo”, na manhã de terça-feira (11), promovida pelo Núcleo Setorial de Inovação, Programa Empreender e Sebrae/PR, com apoio da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit).

O perfil do consumidor está mudando radicalmente nos últimos anos. Ele está sempre muito bem informado, busca soluções para seus problemas e necessidades na web, faz comparações, quer menos burocracia, tem menos tempo e quer mais agilidade. “Para muitos negócios, o cliente sumiu. O cenário hoje requer uma nova postura das empresas para atrai-lo. Ele exige mais transparência, rapidez, atendimento personalizado e preços razoáveis. Se não houver mudanças, será muito difícil permanecer no mercado”, aponta Brotto.

Segundo o coordenador do Núcleo de Inovação, Márcio Pinheiro, uma das missões das empresas de tecnologia é fomentar a inovação em vários segmentos, e não somente dentro das empresas de TI. Por isso, considera de fundamental importância discutir sobre o tema proposto com a palestra.

“Percebemos uma grande mudança no varejo tradicional, que vem morrendo, enquanto está nascendo um novo modelo de varejo. Boa parte das empresas não está antenada com essa questão, por isso, como Núcleo de Inovação dentro da Associação Comercial, o mínimo que devemos fazer são ações que fortaleçam nosso comércio local e que despertem as empresas para essa realidade”, frisa.

Conforme Brotto, com o barateamento e com a disposição de muitas tecnologias acessíveis, está mais fácil em qualquer negócio, por menor que seja, incorporar alguns processos. “É possível fazer uma boa gestão baseado em tecnologia, mesmo com um pequeno negócio, e com resultados satisfatórios. Temos exemplo de microempreendedores individuais que estão usando a tecnologia para expandir seus negócios e estão se dando muito bem nesse sentido”, destaca o consultor.

GALERIA DE IMAGENS

 

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.