Toledo recebe palestra sobre cenário atual do agronegócio e logística brasileira

Toledo recebe palestra sobre cenário atual do agronegócio e logística brasileira

O agronegócio brasileiro e a barreira logística, e o Oeste do Paraná no contexto do desenvolvimento foi o assunto abordado pelo professor Luiz Antônio Fayet na palestra realizada nesta quinta-feira (02) na PUC-PR, campus Toledo. O evento, promovido pela Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit), Sindicato Rural Patronal de Toledo, Sistema FAEP, Programa Oeste em Desenvolvimento, Caciopar e PUC-PR, reuniu cerca de 200 pessoas em busca das informações transmitidas por um dos maiores conhecedores das virtudes e deficiências estruturais do Paraná e do Brasil.

Fayet, ex-diretor de Crédito Rural e presidente do Banco do Brasil, do Banestado e do Badep, que também atuou como secretário adjunto geral do Ministério da Fazenda, atualmente é consultor para logística e infraestrutura da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Na palestra ele explorou, a partir de contextualizações histórias, os problemas que, por falta de planejamento e investimento, prejudicam o desenvolvimento do Brasil como um dos maiores potenciais econômicos do mundo no agronegócio e também indicou caminhos para possíveis ajustes.

Segundo o professor, que também é pesquisador da área, a palestra teve por objetivo dar um panorama da crise brasileira, da posição do agronegócio na economia brasileira. “Quis mostrar que o agronegócio é o único segmento na nossa economia, que é competitivo em termos internacional. E só não traz mais benefícios para nossa sociedade porque as deficiências logísticas corroem muito da renda de toda a cadeia produtiva”, explicou.

Na abordagem, Fayet destacou quais os elementos fundamentais que necessitam de mudanças para resolver os obstáculos na logística brasileira e que, com essas alterações, que envolvem principalmente os custos de exportação, seria possível alavancar a recuperação da economia brasileira. “O primeiro obstáculo que temos é um problema nacional, que é a falta de expansão do setor portuário, que está atualmente sofrendo um apagão. O segundo ponto, no caso específico da região Oeste, é a melhoria do sistema rodoviário para chegar não só no mercado internacional através dos portos, como também aos principais centros de consumo no Brasil. E o terceiro ponto é relacionado ao sistema ferroviário, que necessita de ajustes em relação às concessões e a possível criação da ferrovia ligando Guaíra à Paranaguá, criando uma nova rota de desenvolvimento econômico”, detalhou.

Na avaliação do presidente da Acit, Danilo Gass, a palestra agregou informações relevantes para quem se preocupa com o crescimento da economia brasileira e especificamente da região Oeste paranaense. “Não há dúvidas que o agronegócio é o principal setor que movimenta nossa economia e que está em pleno crescimento”. Segundo Gass, na palestra ficou clara a necessidade de um avanço grande nos sistemas de transporte para acompanhar o crescimento esperado para o setor do agronegócio no Brasil. “Contamos com presenças de pessoas formadoras de opinião na palestra, que poderão levar esse assunto para discussão em suas bases, o que é essencial para movimentação da sociedade a favor das mudanças e em busca da intervenção política necessária”, enfatizou.

Já para o presidente do Sindicato Rural Patronal de Toledo, Nelson Paludo, a palestra trouxe o assunto que é importante para todos os setores do município e da região. “Foi uma grande oportunidade para todos os participantes, pois é importante saber quais são e como estão os problemas, para que possa ser trabalhado em busca da melhoria da logística da região”. Paludo também afirmou que é possível acreditar em uma mudança gradual na situação e da postura das lideranças, já que o público da palestra contou com representantes dos municípios de toda a região.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.