Reunião do Escritório de Compras de Toledo consolida implantação do projeto

Reunião do Escritório de Compras de Toledo consolida implantação do projeto

 
A Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) realizou na manhã desta sexta-feira (22) uma reunião entre entidades públicas parceiras e coordenação do Escritório de Compras Toledo (ECT). O encontro teve por objetivo a consolidação da implantação do projeto lançado em setembro de 2014. Até agora, cerca de 120 empresários toledanos passaram pela qualificação para participar das ações como fornecedores. A expectativa é movimentar R$ 50 milhões dentro do município em 2015.
 
O ECT, primeiro implantado no Paraná, é resultado de uma parceira entre a Acit, Prefeitura de Toledo e Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O projeto constitui-se em um serviço de apoio, divulgação, fomento e incentivo à participação das micro e pequenas empresas da cidade nos processos de compras públicas e governamentais.
 
O objetivo é também facilitar aos compradores o acesso a fornecedores locais capacitados e em condições de oferecer produtos e serviços com preços competitivos e com alta qualidade, privilegiando o desenvolvimento local, feito através das compras públicas e com a permanência dos recursos na cidade.
 
Para o diretor de Relações Institucionais da Acit e coordenador do ECT, Jone Luiz Pasianot, a evolução do escritório é notável e está atendendo as expectativas. “Essa reunião consolidou o trabalho que estamos fazendo. Hoje foi um marco para que, além da Prefeitura que já estamos trabalhando, as demais instituições se incorporem aos processos”. Segundo o diretor, com base do debate e posicionamentos durante a reunião, é possível afirmar que o trabalho está no caminho certo. “O Escritório de Compras Toledo irá prosperar e beneficiar o empresariado, a economia de Toledo e a comunidade como um todo”, afirmou Jone.
 
Desenvolvimento local
 
O consultor da Regional Oeste e coordenador do Programa de Compras Públicas do Sebrae, Adir Mattioni, destacou os resultados e o crescimento do ECT que buscará o objetivo de auxiliar no fortalecimento econômico do próprio município. “Percebemos que as instituições públicas estão preocupadas em firmar parcerias com as micro e pequenas empresas, pois isso pode influenciar no desenvolvimento local. Se o dinheiro é do município de Toledo, ele tem que ficar aqui, gerando as riquezas, emprego, impostos e o desenvolvimento de uma forma geral. E esse é o grande objetivo do programa”, ressaltou. 
 
Conforme Mattioni, o resultado da ação que o ECT realiza, ao buscar a licitação e encaminhar para os empresários, é o crescimento da participação das micro e pequenas empresas no mercado de compras públicas. “Para melhorar ainda mais esse processo, serão realizados workshops, onde fornecedores e compradores serão qualificados, entenderão como se aplicam as leis nos editais e os processos e ainda vão se conhecer”. 
 
Além disso, ainda segundo o consultor do Sebrae, desde a implantação até agora, o ECT está apresentando resultados muito positivos, apesar de que muitos recursos vão para fora do município. “Podemos triplicar o resultado e a previsão é que, em 2015, sejam movimentados por meio desse projeto, cerca de R$ 50 milhões. Nosso desafio é preparar fornecedores e compradores e fazer com que o recurso envolvido fique no município em  maior percentual possível”, afirmou Adir Mattioni.
 
Presente na reunião, o pregoeiro do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste do Paraná (Ciscopar), Douglas Pellin, acredita que esta é uma excelente oportunidade, para empresas e entidades, no processo de compras por licitação. “Muitas vezes existe uma dificuldade na complementação dos orçamentos e do órgão público fazer a compra por diversos motivos, e o Escritório será muito importante para fazer o levantamento das dificuldades e intermediar o processo”, comentou.
REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.