Projeto de Cartão Material Escolar é apresentado para empresários e poder público na Acit

Projeto de Cartão Material Escolar é apresentado para empresários e poder público na Acit

Nesta quarta-feira (02) se reuniram na Associação Comercial e Empresarial de Toledo (ACIT), o presidente Danilo Gass, empresários do ramo de papelarias do município, representantes do legislativo e da Secretaria Municipal de Educação (SMED), junto com o gerente de Relações Institucionais da Tilibra, diretor de Relações Institucionais da Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (ABFIAE), Ricardo Carrijo. No encontro, foi apresentada a proposta do projeto do Cartão Material Escolar, que pretende substituir a atual doação de kits escolares pelo governo aos alunos da rede pública de ensino.

A proposta consiste na concessão de um crédito pela prefeitura para que os alunos possam adquirir seu material escolar diretamente em papelarias cadastradas e, desta forma, distribuir a renda entre toda a cadeia produtiva – fabricantes, distribuidores e varejo. “É uma forma alternativa do poder público, no caso o município, fazer a compra do material escolar, evitando passar pelo processo de licitação que geralmente, vencido por empresas de fora, leva recursos para outros municípios”, explicou Ricardo Carrijo.

Segundo o gerente, entre os benefícios, além de evitar o processo de licitação, está a questão de oferecer ao aluno a opção de adquirir o material conforme o seu gosto e a geração de renda para o comércio local. “Entendemos que a Associação Comercial é o órgão mais legítimo para apresentar os interesses do comércio local, que casam com a ideia do projeto. Também contamos com a presença do poder público que avaliará e decidirá se implantará o projeto que acreditamos ser de interesse do município”, destacou Carrijo.

A secretária da SMED, Tania de Grandi, parabenizou o representante do projeto e afirmou que levará as informações para a administração municipal para avaliação. “Temos que observar a questão do nosso planejamento e as exigências do Tribunal de Contas e, para isso, vamos realizar um estudo e discutir junto com o legislativo. Mas é evidente que o projeto traria muitos benefícios, para a população, para o município e também para fomentar o comércio dos empresários locais e tudo que isso envolve”, afirmou.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.