Outubro Rosa abre com curso de mecânica para mulheres e orientações sobre prevenção ao câncer

Outubro Rosa abre com curso de mecânica para mulheres e orientações sobre prevenção ao câncer

Pelo sexto ano consecutivo, foi promovido o curso de Mecânica Básica para Mulheres, que contou com cerca de 80 participantes, na noite de sexta-feira (2), no Centro de Eventos Desiré Refosco, na Vila Pioneiro. O evento passou a integrar o Outubro Rosa e abriu a programação que será desenvolvida nas próximas semanas. Neste ano, as atividades se estenderão com algumas ações do Novembro Azul, abrangendo também a saúde do homem.

Gratuito e aberto a todas as interessadas, o curso foi promovido pela Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit), por meio do Núcleo Setorial de Mecânicas e Núcleo da Mulher Empresária, e do Sindicato das Indústrias de Reparação de Veículos (Sindirepa).

Foram realizadas minipalestras sobre mecânica preventiva e prevenção ao câncer, além das orientações práticas de mecânica. O consultor em Mecânica Preventiva, Luiz Carlos Karnoski, destacou a importância de orientar os motoristas sobre a manutenção preventiva para veículos. Fez uma breve apresentação de itens que devem ser observados preventivamente e indispensáveis para a segurança. “Procuramos passar orientações de uma forma simples e direta. Criou-se um mito de que isso é difícil, mas hoje é muito fácil aprender como se fazem as coisas, o importante é levar a informação”, ressaltou.

Segundo ele, atualmente as mulheres estão muito mais interessadas em adquirir conhecimentos nessa área. “Houve a necessidade de levar estas informações ao público feminino. A mulher está muito mais independente, então faz com que também precise de orientações de uma forma mais latente. Por isso começamos a trabalhar mais a parte preventiva da mecânica para mulheres”, comentou.

O consultor salientou que o ideal é que a cada seis meses o carro deve passar por uma revisão. “Tem alguns itens que são regulares que o próprio dono do carro pode verificar no dia a dia, como pressão de pneus, água, fluidos. Mas ao mecânico deve ir regularmente no mínimo a cada seis meses, para verificar se o veículo está bem, para que quando for pegar a estrada, fazer uma viagem com a família ou a trabalho, possa estar em dia em todos os aspectos.”

Prevenção ao câncer

O câncer ainda é um tabu, que se tem medo de falar, apontou a enfermeira Andréa Tratch, do Instituto do Câncer de Toledo (ICAN). Segundo ela, a incidência da doença tem aumentado nas faixas etárias mais novas, abaixo dos 40 anos. “Muitas mulheres têm medo de ter a tal doença. Mas o essencial é que a mulher faça os exames preventivos, que procure o ginecologista ou o mastologista pelo menos uma vez por ano e faça mamografia após os 40 anos”, orientou. Além disso, o autoexame, que é um complemento, deve ser feito todos os meses. “O mais importante é a mulher se conhecer, se tocar e assim ter mais chance de diagnosticar o câncer de mama no estágio inicial.”

O câncer de mama também acomete os homens, salientou a enfermeira. No entanto, o problema maior é o câncer de próstata. “No homem, mesmo sendo mais raro, é importante estar atento e realizar o autoexame das mamas ou por meio da consulta ao médico. Mas hoje o que nos chama atenção é o câncer de próstata. Também pelo tabu de fazer o exame de próstata, de ter que fazer o toque retal que é um dos diagnósticos. Mas o ideal é a prevenção”, alertou.

Prática

Após as palestras, as mulheres, divididas em pequenos grupos, puderam conhecer na prática o funcionamento dos vecículos, nos segmentos de ar condicionado, elétrica, airbag e lataria, motor, caixa e correia, suspensão, freio, alinhamento e balanceamento e troca de pneus.

A empresária Rose de Paula dos Santos participou pela primeira vez em busca de conhecimento que considera indispensável atualmente. “Antigamente o homem cuidava disso. Mas hoje a gente tem que resolver os problemas sozinha, precisa saber, por exemplo, como funciona o carro, para lidar com essas situações.Se entender alguma coisa, fica mais fácil e simples ”, enfatizou.

O coordenador do Núcleo Setorial de Mecânicas, Antônio Silvio Ribeiro, destacou que a cada ano a participação das mulheres têm aumentado. “Esse é um trabalho de conscientização e cada vez mais a gente se surpreende com o interesse e participação. As mulheres têm se preocupado mais com essa questão, chegam nas oficinas sabendo o que está acontecendo com o seu veículo, e é gratificante perceber isso, pois estamos incentivando que busquem informações e tenham mais segurança.”

Outra ação programada pelo Núcleo Setorial será na próxima segunda-feira (12), com a campanha de inspeção preventiva de veículos, no Parque Ecológico Diva Paim Barth. “Teremos o Pit Stop com a carreta do Sesi para fazer exames, para mulheres e para homens. Quem quiser pode levar o carro para fazer uma revisão gratuita no óleo, água, suspensão e sair de lá com uma ficha técnica sobre como está o veículo. Caso tiver algum problema, poderá procurar um mecânico da sua confiança e fazer as manutenções”, comentou Ribeiro.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.