O que é ser chic, por Glória Kalil, em Toledo

O que é ser chic, por Glória Kalil, em Toledo

Moda, tendências, comportamento e estilo foram os temas abordados pela empresária e consultora Glória Kalil, em palestra promovida pela Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) e Núcleo Setorial da Mulher Empresária, na noite de terça-feira (22), no Teatro Municipal de Toledo.

A jornalista e escritora, uma das precursoras dos sites de moda no Brasil, falou um pouco da sua trajetória profissional. Relatou experiências com a indústria da moda e varejo, os trabalhos em revistas, televisão e rádio. Fez uma leitura da moda, desde os anos 50 até a atualidade e deu dicas de como as pessoas devem fazer escolhas para definir seu estilo, vestir-se bem e serem “chics”.

Segundo Glória, o modo de se vestir expõe o estilo e a identidade de cada pessoa. Não há um só padrão ou uma só fonte de bom gosto. “Saber isso é importante para quem trabalha com moda ou comercializa. O fundamental é ter foco e conhecer o tipo de clientes, pois a moda está pluralizada”, afirma.

A consultora enfatiza que moda é a oferta da indústria e estilo é escolha. Por isso, cada pessoa deve escolher o que for bom para ela e o que a representa, a partir de uma análise do tipo físico, atividades, gosto, orçamento, entre outros fatores. “A última moda não é prova de estar bem vestido. Cada um deve escolher o que lhe cai bem, com base no biotipo, personalidade, cotidiano”, revela.

Conforme Glória Kalil, etiqueta e moda estão ligados à identidade e revelam muito sobre cada pessoa. Depois de ter escrito cinco livros: Chic, Chic Homem, “Alô Chics”, Chic[érrimo] e Viajante Chic, ela brinca e diz que se tornou uma “serial chic” sem ter planejado e a pergunta que mais lhe fazem é: O que é ser “chic”?

Segundo ela, a pessoa pode vestir-se conforme a moda, mas pode não ser chique. Diz também que não é uma questão de ter dinheiro, porque lojas populares também vendem moda a preços acessíveis. “Moda tem de todos os preços, as pessoas compram para se atualizar e é uma questão de informação e olho! Ser chique é juntar a aparência e conteúdo. Estar na moda mas não considerar o outro, a diversidade, não valorizar o meio ambiente, não é ser chique. Ser chique é questão de civilidade”, enfatiza.

Opiniões

Na opinião da empresária Cléo Carneiro, da Convicção Modas, a palestra foi motivadora e esclarecedora. “Ela (Glória) deu muitas dicas e confirmou aquilo que falamos na loja, que moda é estilo, e é preciso vestir-se de acordo com o que se sente bem e com o que te valoriza. Muitas das nossas clientes vieram, gostaram, entenderam e isso vai facilitar nosso atendimento”, afirma.

A gerente da Imobiliária Lokatell, Beatriz Meurer Kloh, compartilha da mesma opinião. “A consultora esclareceu muito bem: moda é o que vemos nas vitrines, mas estilo cada um tem o seu; não adianta vestir a moda e não se sentir bem, ainda mais se não combina com seu modo de ser. Foi muito boa a iniciativa da palestra, algo inédito, que com certeza abre a visão das pessoas, empresárias do setor e mulheres de maneira geral”, salienta.

Parceiros

São parceiros do evento a Spaço da Moda, Morana, Imobiliária Lokatell, Maximu’s Tecidos Finos, Spaço da Beleza Cosméticos, Uniprime, Casa 4, Lumiar Turismo, Verde e Rosa Boutique, Martipar, Shopping Panambi, Olinda Hotel e Eventos, Convicção Modas e Inspiração Moda Íntima.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.