Núcleo de Corretoras promove ação alusiva ao Maio Amarelo

Núcleo de Corretoras promove ação alusiva ao Maio Amarelo

 

Todos os anos, milhares de pessoas morrem ou ficam feridas em acidentes de trânsito. Para evitar essa realidade e incentivar a conscientização, o Núcleo de Corretoras de Seguros da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) se envolveu e realizou uma bliz educativa no último sábado (30/05). A ação faz parte da campanha internacional do Maio Amarelo, que visa a redução de acidentes.

A blitz foi realizada na esquina da Rua Barão do Rio Branco com o Largo São Vicente de Paula, no centro de Toledo e contou com o apoio do Sindicato das Corretoras de Seguros (Sincor), Acit, Polícia Militar, Guarda Municipal e Prefeitura de Toledo.

Segundo o integrante do Núcleo, Carlos Polachini, o objetivo da ação foi alertar a população sobre o índice de mortes e feridos no trânsito em todo mundo. "Precisamos colocar esse assunto em pauta na sociedade, estimular a conscientização e participação da população, de empresas, do governo e entidades para dar atenção a essa questão", afirmou.

Já para Luiz Dullius, também integrante do Núcleo de Corretoras e representante do Sicor, a blitz educativa celebrou o movimento internacional do Maio Amarelo, que nasceu com a missão de promover a conscientização e reduzir o número de acidentes. "É uma campanha onde a gente também pode levar a todos os motoristas e pessoas interessadas, algumas informações, não apenas sobre acidentes ou prevenção, mas também sobre ter mais gentileza na hora de dirigir, respeitar mais os pedestres, as pessoas de idade e todos os usuários do trânsito".

Na ocasião, o comandante do pelotão de trânsito da Polícia Militar, Lúcio da Silva Dziuba destacou que, em toda ação que promova a educação no trânsito, a PM estará presente. Segundo ele, neste ano Toledo não registrou nenhum acidente com vítima fatal na área urbana, apenas nas rodovias, porém, não se pode deixar de promover a conscientização. "Algumas pessoas, quando assumem a direção de um veículo, esquecem que existem pedestres, ciclistas e outros condutores. Elas acham que são donas das vias, então é preciso promover a educação no trânsito, o respeito e a conscientização que normas, sinalização e outros presentes devem ser respeitados", comentou.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.