Iguassu Valley Toledo discute educação tecnológica como base para formar novos profissionais

Iguassu Valley Toledo discute educação tecnológica como base para formar novos profissionais

Com o mercado de trabalho dominado pela tecnologia, saber usar ferramentas tecnológicas não é mais diferencial, é exigência básica para qualquer cargo qualificado. A pontuação foi destaque no encontro semanal do Iguassu Valley Toledo, na sexta-feira (30), no InovAcit, que tratou sobre educação tecnológica.

O evento reuniu empresários, professores de universidades e contou com a presença de representantes da Secretaria Municipal de Educação (Smed).

O objetivo foi discutir os desafios da área, a adaptação das universidades e estudantes, a procura por mão de obra, disponibilização de vagas e a importância de incentivar a tecnologia nas salas de aulas e consequentemente formar profissionais capacitados.

A professora e coordenadora de História na Smed, Solange Pierina Dalla Rosa, que participou das discussões, comenta que a conversa vem ao encontro dos objetivos do poder municipal, em incentivar os professores ao uso de tecnologias com os alunos, desde os Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), até o ensino fundamental. “O importante é começar e mesmo antes da pandemia os professores constroem pensamentos computacionais. Com os maiores, a tecnologia educacional é multidisciplinar nas 36 escolas. Temos sala especificas para isso e a intenção é implantar robótica, a princípio como piloto, treinando os professores para que repassem o aprendizado aos alunos.”

O professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Roberto Milton Scheffel, ressalta que uma discussão voltada ao assunto é um grande avanço para que estratégias sejam elaboradas para difundir a importância da área de tecnologia para qualquer segmento de negócio. “É um feedback necessário, assim podemos saber a real necessidade das empresas e falar sobre a base do ensino, lá com as crianças, chegando ao dia a dia do mercado de trabalho. É preciso que o aluno compreenda como funciona a tecnologia, para que seja além de usuário, mas também ator no desenvolvimento ativo”, frisa.

O Professor de Economia, da Universidade do Oeste (Unioeste), Jandir Ferrera de Lima, evidência que é necessário desmistificar o conceito de que tecnologia só está inserida em empresas de tecnologia. “As novas tecnologias influenciam diretamente a vida em família, profissões e impactos nos negócios. São novos tempos e precisamos sim falar de educação tecnológica para que seja construída desde a infância em nossas crianças, mesmo que suas áreas de atuações não sejam de tecnologia da informação, em algum momento a tecnologia vai estar presente.”, conclui.

Durante o encontro, o grupo falou sobre o Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, presidido por Márcio Pinheiro, também coordenador do Iguassu Valley Toledo. “Tudo que tratamos no encontro é um debate constante dentro do Conselho, que é a inserção do pensamento tecnológico nas escolas. Com isso, vamos além de incentivar os alunos, vamos na base para qualquer aprendizado da criança, que é o professor”, conta Márcio.

Os encontros do Iguassu Valley Toledo são semanais, gratuitos e abertos ao público. As reuniões, com todos os cuidados, são realizadas no espaço InovAcit. Mais informações pelo WhatsApp 45 99823-0157.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.