Escritório de Compras Toledo define planejamento estratégico para este ano

Escritório de Compras Toledo define planejamento estratégico para este ano

O Escritório de Compras Toledo (ECT), por meio da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit), em parceria com o Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Prefeitura de Toledo, realizou na segunda-feira (11) uma reunião com representantes das três entidades para definir as próximas ações do programa no município.

O Escritório de Compras Toledo é parte integrante do Programa “Compra Paraná”, concebido pelo Sebrae e disseminado em 14 municípios prioritários do estado. Toledo foi a primeira cidade a colocar os trabalhos em prática e inaugurou o escritório em setembro de 2014. O ECT tem o objetivo de fomentar, divulgar e incentivar a participação das micro e pequenas empresas de Toledo na compra de licitações lançadas por órgãos públicos locais. A intenção é que o dinheiro destas compras permaneçam no município.

Durante o encontro, representantes da Acit, Sebrae e Prefeitura puderam fazer um balanço das atividades realizadas no primeiro ano do escritório. Além disso, foram planejadas estratégias para melhorar ainda mais o serviço e atendimento aos micro e pequenos empresários de Toledo no ano de 2016.

O projeto inicial do escritório foi aplicado com a Prefeitura, a partir dos seus processos licitatórios, e agora o programa será expandido para outros órgãos públicos locais. “Identificamos editais de compras públicas e enviamos aos associados da Acit que comercializam o produto licitado para que possam participar do certame e dessa forma atender o setor público, que é um grande comprador na economia local. É preciso ampliar a venda das empresas de Toledo nas licitações públicas, já que muitas empresas de fora ainda vendem, recebem em dia o pagamento e levam o recurso financeiro para outras localidades e isso não é bom para o Município”, explica o gerente da entidade, Marcel Sarturi.

Como uma das ações efetivas do planejamento estratégico deste ano, está a capacitação de instituições compradoras e micro e pequenos empresários vendedores de produtos. Segundo Marcel, o grande desafio é ampliar a divulgação dos serviços e as vantagens aos micro e pequenos empresários. “As micro e pequenas empresas têm vantagens diante da Lei Complementar 147, que traz benefícios em processos licitatórios ao setor, mas muitas vezes os empresários não percebem ou desconhecem as vantagens. E um dos nossos desafios é levar esta informação a eles.”

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.