Encontro de Negócios aproxima pequenos empreendedores e instituições públicas

Encontro de Negócios aproxima pequenos empreendedores e instituições públicas

Possibilitar o contato e a aproximação dos micro e pequenos empresários com as entidades compradoras. Este foi o objetivo principal do 1º Encontro de Negócios, ação do Programa Compra Toledo, que reuniu aproximadamente 120 pessoas, na quarta-feira (4), no Centro de Eventos Ondy Niederauer, na Vila Pioneiro.  

O evento contou com palestras e apresentação do resultado da pesquisa de potencial de compra das instituições e perfil das micro e pequenas empresas de Toledo. Além disso, os empreendedores puderam conversar com representantes das instituições compradoras e esclarecer dúvidas quanto aos processos utilizados.

O objetivo do programa Compra Toledo é propiciar que micro e pequenas empresas possam se desenvolver e ampliar os mercados, que os órgãos públicos dêem melhor e mais fácil tratamento aos pequenos fornecedores, e que os recursos aplicados em compras permaneçam para serem investidos no município.

De acordo com o consultor do Sebrae Valtemar Sartorelli, a pesquisa procurou mapear o volume de compras de cada instituição, estratificou por item de despesa, se os compradores estão aplicando o tratamento diferenciado para micro e pequena empresa, entre outras informações. “Interpretamos estes dados e passamos aos empreendedores as oportunidades existentes. O potencial de compras para este ano em Toledo é de mais de R$ 72 milhões, então, as oportunidades existem e as empresas precisam se preparar para fornecer seus produtos e serviços”, frisa.

O secretário de Administração do município de Toledo, Amauri Linke, observa que a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa(MPE) oferece tratamento privilegiado para este segmento, principalmente em compras públicas e com a efetiva aplicação da lei, os fornecedores poderão se desenvolver. “Com as capacitações os pequenos empresários poderão aprender a compreender os editais, saber qual a documentação necessária, conhecer o processo como um todo e como fazer para participar”, diz.

Conforme o secretário, até outubro as aquisições de bens e serviços giraram em torno de R$ 42 milhões, dos quais R$ 28 foram fornecidos por empresas do município. “Foram R$ 13milhões para fora e poderiam ser investidos aqui”, destaca. Comenta ainda que a prefeitura não tem como controlar se as compras são feitas de pequena ou grande empresa. “Não temos este controle.”

Agricultura familiar

O evento também contemplou palestra sobre oportunidades em compras públicas na agricultura familiar. O consultor Moacir Kretzmann falou sobre o funcionamento do Programa de Aquisição de Alimentos(PAA), e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). “Em Toledo já acontece, mas podemos estimular para que sejam oportunidades a mais para que o agricultor se insira no mercado, gerar renda na agricultura familiar, além do que é vantajoso também para quem se alimenta destes produtos, que são de maior qualidade”, comenta Moacir.

Avaliação positiva

Renita Batagin, da Livraria Frapel, que participou do evento, destaca que foi uma excelente oportunidade para conhecer os compradores. “Sempre procuro formas de desenvolver a empresa e a ocasião facilitou para conhecer instituições que poderão ser clientes e, desta forma, poderemos fazer grandes negócios”, diz.

Rodrigo Chimiloski, gerente do Hotel Maestro, também buscou ampliar os contatos. A empresa já tem entre os clientes empresas e instituições como a Sanepar, Ciscopar, UTFPR, Senai, Sesi e Senai. “Foi muito bom. Vim reforçar o relacionamento e buscar novos parceiros”, revela.

O evento foi realizado em parceria entre a Acit, Sebrae, Prefeitura de Toledo e Faciap.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.