Empresas levam inovação à FEMAI

Empresas levam inovação à FEMAI

Elton Baumgarten levou quatro anos para desenvolver uma máquina inovadora. “Fui contaminado por mercúrio de uma lâmpada que quebrou na minha cabeça. Fiquei entre a vida e a morte, 60 dias na UTI [Unidade de Terapia Intensiva]. Prometi que, se me salvasse, abraçaria essa causa, pelo bem das pessoas e do meio ambiente”, relata o empresário de Toledo, criador da primeira usina móvel de reciclagem de vidro no Brasil, que será apresentada durante a 4ª edição da Feira de Máquinas, Automação e Indústria (Femai).

A usina é apenas uma das inovações que farão parte da gama de 60 expositores da Feira, que acontece em Toledo, de 23 a 25 de setembro, das 14 às 22 horas, no Centro de Eventos Ismael Sperafico. “Viajei para 26 países em busca de exemplos antes de idealizar a usina, que, no mesmo formato, só é possível encontrar na China, Alemanha e Áustria. A Femai vai ser uma ótima oportunidade de divulgação, visto que é uma iniciativa muito respeitada, inclusive nacionalmente”, destaca Baumgarten.

De acordo com o consultor do Sebrae/PR, Emerson Durso, o empresário é um dos participantes do Projeto Agentes Locais de Inovação (ALI), do Sebrae/PR, que atende a 50 empresas do setor metalmecânico nas cidades de Cascavel, Toledo e Marechal Cândido Rondon. “Essas empresas são instigadas a pensar em inovação para aumentar a competitividade. Participam de capacitações, palestras, consultorias, missões e feiras, a fim de trazer inovação para dentro de suas empresas e, em consequência, ao setor.”

Guilherme Suptitz é o agente local de inovação responsável pelo acompanhamento dos trabalhos com esses empreendedores na região e enfatiza que a Femai é uma boa oportunidade de fazer novos negócios. “Temos seis empresas do Projeto que serão expositoras na Feira. Eles estão pensando inovação desde o início deste ano e agora é chance de mostrarem seus resultados, apresentando seus negócios mais fortificados, inovadores”, assinala Suptitz.

“Eu já participei da Femai em outra edição do evento e pude fazer ótimos negócios. A feira é vista por diversas empresas do Brasil. É uma oportunidade de mostrar que nossa empresa ‘existe’. Por isso, considero um bom momento de lançar a usina móvel”, explica o empresário Elton Baumgarten, da Tolevidro. As empresas Maqsoft e Avimac, também de Toledo; Cobrafer e Dobradeiras Corso, de Cascavel; e Microbras, de Marechal Cândido Rondon, atendidas pelo Projeto Agentes Locais de Inovação, também figuram como expositores da 4ª edição da Femai.

O evento

Realizada pela Associação Comercial e Empresarial de Toledo (ACIT), a 4ª Femai tem o apoio do Sebrae/PR, da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Sicoob Oeste, Pontifícia Universidade Católica (PUCPR), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Sindicato das Indústrias do Vestuário do Oeste do Paraná (Sindiwest), Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânica, Material Elétrico do Oeste do Paraná (Sindimetal), Prefeitura e Câmara Municipal de Toledo.

Informações completas sobre inscrição e programação podem ser acessadas no site www.femai.com.br.

 

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.