Empresários toledanos participam de reunião com ECT e Prefeitura

Empresários toledanos participam de reunião com ECT e Prefeitura

Nesta terça-feira (14) aconteceu uma reunião na Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit), com empresários do setor de materiais elétricos – prestação de serviços e vendas de produtos –, Prefeitura e coordenação do Escritório de Compras Toledo. O objetivo do encontro foi aproximar os participantes para identificar quais são as dificuldades e melhorar a participação dos empresários toledanos nas licitações municipais.

O encontro faz parte das ações planejadas pelo ECT para qualificar os processos licitatórios que acontecem em Toledo. Conforme a coordenadora do projeto na Acit, Ana Nardi, serão realizadas diversas reuniões setoriais como essa, para sanar as dúvidas dos envolvidos. "Entidades, no caso a Prefeitura e empresários passam por um processo de aproximação, podendo identificar as dúvidas uns dos outros. Essas reuniões são para ampliar o debate visando definir ações e solucionar as dificuldades", explicou.

Conforme o assistente administrativo responsável pelas compras para manutenção dos prédios públicos da Prefeitura, Adriano Luiz Loebens, é muito importante ter essa conversa com os empresários para entender quais são os motivos de eles não estarem participando dos processos. "Nós, enquanto prefeitura, também devemos nos preocupar em manter os recursos gerados nas licitações dentro do município. E também eles devem entender, através dessas informações que compartilhamos nas reuniões, o porquê de muitas vezes os produtos abrirem com preço baixo", argumentou.

Segundo Adriano, também é necessário um auxílio dos empresários e profissionais, como especialistas do setor, para formulação do descritivo dos produtos dos editas. "Os empresários que participaram da reunião se mostraram bastante receptivos para auxiliar na formulação dos editais, para melhor descrição dos produtos. Com a especificação técnica é possível adquirir um produto de melhor qualidade, que é uma das dificuldades apresentadas pelos fornecedores", explicou.

Essa dificuldade foi confirmada pelo empresário Valdair Fiori, presente na reunião. Segundo ele, se não há a especificação correta, as empresas concorrentes apresentam produtos de baixa qualidade e que, pelo preço baixo, acabam vencendo a licitação. Hoje a maior parte do material elétrico que utilizamos é de alta qualidade e importado, então se a especificação do edital não busca por qualidade, não nos interessamos em participar, pois não compensa.” Ele ainda afirmou que com as ações desenvolvidas pelo ECT, já se pode esperar um avanço e melhorar essa questão.

Para Valdair, o que também estimula a participação é a seleção de editais que o Escritório de Compras realiza e envia para a empresa. "Às vezes não temos tempo de ficar acompanhando o site, todos os dias, para saber qual edital tem, se pertence a nossa área ou não, então, recebendo as informações pelo ECT fica mais fácil pois as informações vêm filtradas." Além disso, a manutenção dos recursos no município é algo positivo. Há interesse em consolidar isso, pois sabemos que assim o dinheiro gerado nas licitações circula aqui mesmo no município, beneficiando a todos, gerando emprego, fortalecendo o comércio e estimulando o desenvolvimento”, destacou.

Encontro de Negócios

Em função do objetivo do Escritório de Compras Toledo de aproximar entidades compradoras e empresários fornecedores, além das reuniões setoriais, a Acit, em parceria com o Sebrae promoveram diversas ações, como o Encontros de Negócios. Já foram realizados dois eventos para divulgação do processo de implantação do ECT e negociação entre as entidades públicas e fornecedores, demonstrando o potencial deste mercado. O 3º Encontro de Negócios acontecerá em 22 de julho e reunirá empresários e entidades compradoras.

"Teremos um talk showonde através do diálogo, dúvidas e experiências possam ser compartilhadas diminuindo a distância entre compradores e fornecedores, comentou a coordenadora do ECT na Acit, Ana Nardi. Para o evento que acontecerá em julho foi programada uma ação de negociaçãodiferenciada, onde os órgão públicos atenderão individualmente os fornecedores interessados em participar das licitações. "Onze entidades públicas já confirmaram presença. Esse atendimento servirá para promover o diálogo entre as partes, proporcionando o esclarecimento sobre dúvidas nos processos existentes", comentou.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.