Em Toledo, presidente da Confederação das Associações Comerciais conhece os bons exemplos da Acit

Em Toledo, presidente da Confederação das Associações Comerciais conhece os bons exemplos da Acit

 
 
O presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), George Teixeira Pinheiro, foi recepcionado no fim da tarde de sábado (29), pelo presidente da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit), Flávio Furlan, diretores e ex-presidentes da entidade.
 
O encontro informal reuniu também o presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap),Guido Bresolin Junior, que é vice-presidente da CACB, e Rainer Zielasko, vice-presidente de Serviços da Confederação, ex-presidente da Acit e também da Federação do Estado.
 
Pela primeira vez na região Oeste, Pinheiro destacou a importância de registrar a presença da CACB – que reúne 2.300 filiadas em todo o país, as quais, por sua vez, congregam cerca de três milhões de empresários – nas Associações Comerciais do interior do país e conhecer o trabalho desenvolvido. “Dentro das possibilidades, temos procurado visitar as Associações, conhecê-las e fortalecer nossa rede de entidades.“
 
Ele ressalta o interesse em conhecer pessoalmente a Acit, pelo trabalho que tem desenvolvido ao longo de sua atuação. “É muito especial nossa vinda a Toledo. É importante presenciar, conhecer as ações realizadas, ver como é feito este trabalho, constatar a participação efetiva dos empresários, a parceria com as demais instituições, uma atuação que serve de exemplo para o Brasil”, salientou.
 
Durante o encontro o gerente da Acit, Marcel Sarturi, fez uma apresentação sobre a estrutura da entidade, atuação, principais produtos e serviços.  Entre eles, o que chamou a atenção dos visitantes foi o programa BI (Business Intelligence), um programa de inteligência de gestão, que faz o controle em tempo real de dados administrativos, financeiros, utilização de produtos e serviços, entre outros, adotado pela Acit há cerca de um ano. 
 
O presidente da CACB elogiou a Acit pelas iniciativas e resultados que tem apresentado. “Parabenizo a Acit por todas suas ações, em especial por já possuir esta ferramenta de controle de gestão tão avançada. É um trabalho magnifico e gostaríamos muito de poder levar às demais entidades do sistema”, destacou Pinheiro.
 
O presidente da Acit, Flávio Furlan, ressalta que é uma grande honra receber o presidente da CACB e compartilhar as experiências no segmento. “ A Acit pôde mostrar os bons exemplos nos aspectos de representatividade e na profissionalização dos produtos e serviços oferecidos. A entidade tem muito a colaborar com o sistema associativista e queremos compartilhar tudo isso com as entidades co-irmãs de todo o país”.
 
Exemplo do cooperativismo de crédito
 
Segundo Pinheiro, é muito significativo o trabalho desenvolvido pelas associações comerciais que culminaram com a criação das cooperativas de crédito, a exemplo do que aconteceu em Toledo, onde há cerca de  16 anos, por meio da união de empresários, foi criada a cooperativa de crédito Sicoob Oeste, hoje Sicoob Meridional. “A CACB quer difundir as cooperativas de crédito em outras regiões, como no Norte e Nordeste, e  mostrar o exemplo desa região.”
 
Para isso, está sendo planejada a realização de um evento nacional no próximo ano, com a intenção de reunir cerca de 100 Associações de todo o país. “Temos o exemplo do Paraná, muito representativo para o Brasil e para a CACB. Queremos difundir esta experiência e este trabalho será conduzido pela Diretoria de Serviços, coordenada por Rainer Zielasko”, explicou.
 
 
Participação e representatividade política
 
No encontro o presidente da CACB também falou sobre o cenário atual político e econômico e salientou a importância da participação do empresariado nas discussões políticas dentro das Associações. “Não se trata de política partidária, mas de política de desenvolvimento. O setor empresarial precisa exercer sua influência, na política de desenvolvimento, de cobrança dos eleitos para que as promessas sejam cumpridas.”
 
O presidente da CACB comentou também sobre a criação da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (UNECS), que reúne as sete maiores instituições brasileiras representativas da área do comércio e serviços, entre elas, a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (ABAD), Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).
 
A UNECS representa mais de 15% do PIB brasileiro, concentrando mais de 21% dos empregos formais do País, responsável por 83,7% das vendas de alimentos e bebidas, com faturamento conjunto de R$ 885,9 bilhões.
 
Estas entidades se reuniram para que possam ter representação política, salienta Pinheiro. Foi criada uma frente parlamentar mista, composta por 250 deputados e 32 senadores. “Isso representa um poder incrível. Já fizemos reunião com o presidente Temer, ministros da Fazenda, Indústria e Comércio, do Trabalho, para tratar de assuntos que possam fazer com que país cresça e saia desta situação. É uma ação de lobby honesto, correto, às claras, para defender nossos interesses”, pontuou.
REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.