Curso de mecânica básica orienta sobre cuidados e manutenção preventiva

Curso de mecânica básica orienta sobre cuidados e manutenção preventiva

Hoje em dia ter pelo menos um carro por família é muito comum. Os automóveis passaram de apenas um conforto à necessidade. Entretanto, muitas pessoas esquecem que ao adquirir esse meio de transporte virão também as manutenções. Após um período de uso é necessário levar o carro à mecânica para uma manutenção preventiva ou para os que esperaram demais, a corretiva.

Com o intuito de disseminar instruções e aumentar o conhecimento dos proprietários de veículos, foi realizado na segunda-feira (28), o Curso de Mecânica Básica para Homens e Mulheres, promovido pelo Núcleo Setorial de Mecânicas, da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit), juntamente com o Sindirepa – Sindicato das Indústrias de Reparação de Veículos e Acessórios de Toledo, na Mecânica Vanzella, com a participação de mais de 60 pessoas.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Mecânicas, Silvio Ribeiro, o objetivo do curso foi mostrar funções básicas das peças dos veículos e alertar sobre a manutenção preventiva para saber diagnosticar problemas e evitá-los. “As lições foram básicas, os participantes conheceram peças que talvez nunca viram. Muitos só sabem entrar no veículo, dar partida e se o carro não pegar, chamam alguém que resolve e continuam sem conhecer qual era a questão. Queremos mostrar o que pode ser o problema no carro e despertar uma noção básica do que se trata, que os participantes tirem proveito dos ensinamentos e coloquem em prática”, afirmou.

Este é o terceiro ano do curso e a participação das mulheres tem crescido. “As mulheres estão participando e nos surpreendem, porque elas têm tido mais cuidados com o veículo. Pela boa adesão nos incentivamos a continuar. Algumas já sabem o que o veículo tem, trazem o ‘diagnóstico quando chegam à oficina”, observou Ribeiro.

Há uma estimativa de que 25% a 30% dos acidentes de veículos aconteçam por falta de manutenção, o que motiva ainda mais a continuação do curso. “As pessoas acostumam tanto com o carro que não percebem falhas como barulhos/ruídos. Aconselhamos que a cada seis meses o automóvel seja levado para uma oficina de confiança para uma manutenção, inclusive para ver água e óleo”, ressaltou.

Orientações

O instrutor Thiago Aparecido Cavichioli destacou aos participantes do curso que a manutenção preventiva traz vantagens não somente ao dono do veículo, mas também facilita o trabalho do mecânico. “É bom para todos, além do custo menor, valoriza o patrimônio e dá mais segurança”, disse.

Segundo o instrutor, 30 itens do carro devem ser revisados periodicamente. “Não esperem a viagem para fazer a revisão. Ela precisa ser feita porque as peças do carro sofrem desgastes, que se forem muito acentuados, ocasionam muitos danos. O custo é 38% mais baixo quando se faz manutenção”, orientou.

Uso de extintor

Durante o curso, o Grupamento do Corpo de Bombeiros de Toledo também realizou uma participação com a demonstração de como utilizar o extintor em princípios de incêndio. O cabo Vanderlei Francisco Marques, que dirigiu a apresentação, observou que muitas pessoas não sabem nem retirar o lacre do extintor e então não conseguem utilizá-lo.

“Existe um grande desconhecimento em relação ao uso do extintor, a maioria dos condutores nem sabem onde ele está localizado no veículo. Como é um extintor de pronto atendimento, já que ele só tem 1 kg, e a utilização deve ser bem objetiva para que produza o efeito desejado, a pessoa não pode perder tempo, então precisa ter conhecimento de onde ele está, como destravar e manter a manutenção em dia para que se for necessário usá-lo esteja em boas condições”, salientou.

Segundo Marques, não é difícil manusear o extintor, porém é preciso um primeiro contato e um pouco de informação para que se tenha êxito na ação.

 

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.