Acompanhe as audiências públicas sobre o novo modelo de concessão de pedágios no PR

Acompanhe as audiências públicas sobre o novo modelo de concessão de pedágios no PR

Nesta semana iniciam as tratativas sobre o novo modelo de concessão de pedágios no Paraná, proposto pelo governo federal. As audiências públicas da Frente Parlamentar, da Assembleia Legislativa do Paraná, serão realizadas de forma hibrida (presencial e virtual). Além disso, os canais de comunicação do Legislativo também irão transmitir as discussões (www.assembleia.pr.leg.br/comunicacao/tv-assembleia).

Os dois primeiros eventos serão realizados na região oeste. O primeiro deles nesta sexta-feira (05) em Cascavel, na ACIC e, no sábado (06) em Foz do Iguaçu, na ACIFI. Ambos com início às 9h30.

O tema da primeira audiência será o encerramento dos atuais contratos de pedágio e a nova licitação para concessão das rodovias paranaenses por mais 30 anos.

O planejamento do Ministério da Infraestrutura prevê licitar 3.327 quilômetros de rodovias estaduais e federais divididos em seis lotes. Serão 42 praças de pedágio, sendo 15 a mais do que atualmente.

A Frente Parlamentar terá audiências também em Londrina (11/02), Norte Pioneiro (12/02), Guarapuava (18/02), Francisco Beltrão (19/02), Maringá (25/02), Apucarana (26/02), Curitiba (04/03) e Ponta Grossa (05/03).

Petição pública aberta à sociedade paranaense

O Programa Oeste em Desenvolvimento criou uma petição para assinantes, que assim como o POD e Associação Comercial e Empresarial de Toledo (ACIT), reivindicam que o edital para a nova concessão das rodovias do Paraná assegure:

  • NÃO ao modelo de outorga onerosa, seja parcial ou total, pois isso se trata de um tributo disfarçado ou ágio;
  • Aplicação do maior desconto no preço do pedágio, a exemplo de outros estados brasileiros;
  • Menor degrau tarifário de reajuste das tarifas de pedágio após a duplicação das rodovias.

CLIQUE E ASSINE: http://bit.ly/petiçaoaberta

A Associação Comercial e Empresarial de Toledo (ACIT), acompanhará de perto as tratativas e irá empenhar todos os esforços para que se chegue a um modelo de pedágio mais justo. Além disso, a entidade se coloca contrária a implantação de novas praças de pedágios na região, incluindo uma praça na BR-467 entre Toledo e Cascavel, o que dificultará a permanência das empresas no interior do estado, prejudicando sobremaneira o desenvolvimento econômico local.

 

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.