Acit e OAB propõem movimento para unificar as eleições

Acit e OAB propõem movimento para unificar as eleições

O assunto foi discutido em reunião realizada na Acit, com a participação de representantes de inúmeras entidades, na manhã desta quarta-feira (13). Segundo o presidente da entidade, Edésio Reichert, a discussão do tema foi proposta recentemente pela Federação das Associações Comerciais do Paraná (Faciap) e é de suma importância para o desenvolvimento do país.

 “Estamos multiplicando a ideia de convocar sociedade para trabalhar em favor da unificação das eleições. Da forma como vem ocorrendo, a cada dois anos o país é parcialmente paralisado para a escolha dos governantes e parlamentares, acarretando grandes prejuízos à economia e ao desenvolvimento de modo geral”, argumenta Reichert.

Além disso, as administrações públicas acabam sofrendo dificuldades para dar andamento às ações, em razão de questões legais para repasse de verbas, execução de projetos, contratação de pessoal, entre outros aspectos.

Para o presidente da OAB – Subseção de Toledo, Flávio Furlan, é de fundamental importância mobilizar a população e as entidades e desencadear este movimento.

 “O que acontece hoje é o engessamento das administrações públicas. No primeiro ano após eleito, o administrador trabalha com um orçamento que não é dele; no segundo, enfrenta restrições porque acontecem eleições; no terceiro já consegue fazer alguma coisa e no quarto, tem que pensar novamente no processo eleitoral. Isso precisa mudar”, afirma.

 Conforme ressalta Furlan, nas últimas eleições foram gastos cerca de R$ 7 bilhões, recursos que poderiam ser aplicados em serviços e benefícios à população. “Os gastos representam volume absurdo. Toda a sociedade é penalizada com esta situação e está na hora de dizer basta”, frisa Furlan.

 

Movimento

 

A Acit, junto com a OAB, convoca as entidades do município e da região para trabalhar e se engajar na mobilização. Para isso, nesta sexta-feira (15), às 10h, será feito o lançamento do movimento, com a presença de lideranças políticas e empresariais. “O país precisa pensar no desenvolvimento, na infraestrutura que tanto necessita, na qualidade de vida que os cidadãos merecem. Acreditamos que com esta iniciativa contribuiremos para mobilizar a classe política e resolver esta situação”, pontua Reichert.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.