2º Pig Data é encerrado e coloca em evidência setores de tecnologia e inovação

2º Pig Data é encerrado e coloca em evidência setores de tecnologia e inovação

Com o painel Inovação Agro, que abordou sobre agronegócio e tendências de crédito, os desafios na produção de alimentos e a agricultura de precisão, palestra sobre Agricultura Digital e a apresentação das quatro equipes finalistas do Hackathon, foi encerrado na noite de sexta-feira (11) o 2º Pig Data, realizado durante três dias nas dependências do Biopark – Parque Científico e Tecnológico de Biociências de Toledo.

O evento foi organizado pelo Iguassu-IT, com patrocínio do Woop Sicredi, Biopark, Prati-Donaduzzi, Fomento Paraná, Appétit Delivery e Oesteline, com apoio da Acit, entre outros parceiros e apoiadores.

Segundo o coordenador do 2° Pig Data, Márcio Pinheiro, o evento cumpriu com o objetivo de colocar em evidência os setores de tecnologia e inovação. “O evento nasceu com a missão de falar sobre tecnologia e inovação e mostrar as oportunidades que o segmento oferece, sendo possível por meio dos painéis e palestras realizados. Podemos mencionar, por exemplo, que em nossa região o agronegócio é muito forte, porém, aproveitamos pouco e há muita coisa para ser feita em novas tecnologias”, comenta.

O coordenador destaca a importância das parcerias para a realização do evento, que foi construído por muitas pessoas. “Ninguém faz nada sozinho e o evento foi resultado do trabalho das pessoas envolvidas no ecossistema de inovação aqui estabelecido, com a parceria fundamental de inúmeras instituições e entidades, que possibilitaram que fosse realizado”, frisa.
Segundo Márcio, a próxima edição será em 2021, seguindo o planejamento como evento bianual. “Já temos a confirmação de vários patrocinadores e parceiros, que acreditam no evento e pretendemos promovê-lo ainda com mais força”, explica.

Painel Inovação Agro

No painel sobre Inovação Agro, a primeira participação foi da assessora de crédito rural da Sicredi Progresso, Rosemari Zamarchi, com abordagem sobre o agronegócio e as tendências de crédito, apontando que o futuro do agronegócio está na integração entre sustentabilidade, inovação e conectividade. Para ela, o agronegócio brasileiro será o principal protagonista neste desafio no cenário mundial. Contextualizou também sobre como a cooperativa de crédito está se posicionando diante dos desafios.

Na sequência, o consultor empresarial Carlos Schulze abordou sobre os desafios na produção de alimentos, tendo em vista inúmeras variáveis, como por exemplo, as grandes mudanças climáticas e o aumento populacional.

As estimativas apontam que a população mundial deverá alcançar cerca de nove bilhões de pessoas em 2050, o que leva a imaginar que não haverá alimentos para tanta gente. Ele mencionou inúmeras Startups em diversos países que já estão buscando alternativas, entre elas, uma inglesa que está produzindo vegetais em tapetes de papelão em áreas subterrâneas, com pouco uso de água; outras americanas que estão produzindo carne para hambúrger sem proteína animal, à base de vegetais, além de farinhas e biscoitos produzidos a partir de insetos, entre outros.

O tema Agricultura de Precisão foi apresentado por Marcos Ferronato, da NetWord Agro, uma startup incubada na incubadora municipal de Palotina, que gera tecnologia de ponta com monitoramento de solos e lavouras com automação do manejo integrado de solos, pragas, doenças e ervas daninhas para utilização em agricultura de precisão, gerando redução nos custos de produção e aumento de rentabilidade dos agricultores.

Maratona de programação

Ainda na última noite do Pig Data as equipes inscritas no Hackathon apresentaram as ideias desenvolvidas à banca avaliadora. Na próxima sexta-feira (18), as quatro equipes apresentarão os protótipos e serão escolhidos os três melhores, em reunião do Iguassu Valley Toledo, na Acit, às 8h.
As equipes trabalharam com tema proposto, com o intuito e identificar possíveis clientes e estratégias para os produtos da linha OTC (Medicamentos de Venda livre) da indústria Prati Donaduzzi.

O primeiro lugar receberá prêmio de R$ 2.500,00, o segundo classificado levará R$ 1.500 e o terceiro, R$ 1.000,00.

Realização

O Pig Data – Convenção do Ecossistema de Inovação é organizado pela Iguassu-IT, tem como patrocinadores: Woop Sicredi, Biopark, Prati-Donaduzzi, Fomento Paraná, Appétit Delivery e Oesteline, e os parceiros Agência Tângelo, GH Filmes, Sebrae, E.tech Brasil, Iguassu Valley Toledo, além do apoio da ACIT e as instituições de ensino, Universidade Paranaense (Unipar), Centro Universitário FAG, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Centro Estadual de Educação Profissional Pedro Boaretto Neto (CEEP), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai e Sesi), Myse Sistemas, Orion Software, Maxicon Sistemas, Tecnoaliance Software, Junsoft Sistemas, Inside Sistemas, Tecsmart Sistemas.

GALERIA DE IMAGENS

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.