17ª Feira Ponta de Estoque: público cresce a cada ano e vendas atingem expectativas

17ª Feira Ponta de Estoque: público cresce a cada ano e vendas atingem expectativas

Como tradicionalmente acontece, a Feira Ponta de Estoque realizada no Centro de Eventos Ismael Sperafico em Toledo atraiu grande público que buscava produtos de qualidade e preços promocionais, no último fim de semana.

Com 93 expositores dos segmentos de confecções, calçados e acessórios, a Feira que está em sua 17ª edição, atingiu as expectativas das empresas. Conforme a avaliação do diretor de Feiras da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit), Gilberto Menoncin, o evento foi um sucesso. “Conversamos com bom número de empresários e todos ficaram satisfeitos com as vendas que foram bastante expressivas. Quem visitou o Centro de Eventos no final de semana pôde comprovar isso”, avaliou.

O diretor da Acit destaca que no fim da tarde de domingo ainda haviam empresas fazendo mais ofertas e reduzindo preços para realmente acabar com o estoque e sair só com os cabideiros e araras, para que o objetivo da Feira fosse concretizado.

Uma avaliação mais detalhada deverá serfeita com os expositores, explica Menoncin. “Agora faremos a pesquisa com os empresários para fazer uma avaliação mais específica sobre a feira e resultados, e já iniciaremos também o planejamento e a busca por melhorias para que a próxima edição também seja um sucesso. A praça de alimentação também funcionou muito bem, então acreditamos que estamos no caminho certo, assim como o histórico de 17 anos da feira”, concluiu.

Compras

Entre os consumidores que passaram pela Feira estavam Alice e Isabela Benassi. Mãe e filha foram às compras para reforçar o “guarda-roupa” com peças cuidadosamente escolhidas e o principal, com economia do dinheiro que tinham guardado. “Tem que ter paciência e saber onde procurar o que mais agrada. Já faz quatro anos que costumamos comprar na feira e sempre consigo peças de roupas bonitas e diferentes, além de calçados, com ótimos preços. Representa uma economia muito boa”, contou a filha Isabela, que estava preparada para gastar até R$ 1.000,00.

Laurinda Motin, junto da filha Júlia, além de sobrinhas e outros familiares, também visitaram a Feira e fizeram boas compras. “Viemos em oito pessoas da família e todos compraram um pouquinho. Acho que cada um deve ter gastado pelo menos R$ 100,00”, relatou.

REDES SOCIAIS

Receba nossas novidades

Cadastre-se em nossa newsletter e fique
por dentro de tudo que acontece.